Pensa Pixel

Não é difícil encontrar na web, ou até mesmo em livros, dicas e informações a respeito de como conseguir um pouco mais de luz no mercado fotográfico. E sempre muito útil, afinal o mundo da fotografia sempre está numa constante mudança, e faz com que todos que trabalhem com isso tenham que aprender igualmente as técnicas fotográficas e como se promover de forma eficaz. Ambas as informações para se diferenciar de tudo e de todos.

Neste intuito de me manter informado sobre ferramentas de mercado e diferenciação, vejo sempre que posso, por exemplo, o blog Photopreneur (em inglês), e de lá vez ou outra traduzo algum texto. A diversidade de informações sobre mercado fotográfico que é possível encontrar por lá é realmente bem enorme. Outro por onde tempo passado por agora é o blog LiveBooks, como eles mesmo se classificam, “uma comunidade online colaborativa que junta fotógrafos e profissionais da indústria fotográfica para sempre achar novas maneiras de manter a fotografia relevante, respeitada e lucrativa”. Dia desses, por exemplo, encontrei uma entrevista com Joe McNally falando um pouco sobre como é ser um requisitado profissional da fotografia e ainda possuir um blog que é bastante visitado.

E hoje lendo um texto no Photopreneur, escrito por Pete Prodoehl, sobre como se posicionar no mercado, resolvi colocar algumas dicas aqui que realmente são de extrema relevância no quesito diferenciação profissional que estão postadas no blog. Antes é preciso dizer que no texto integral Prodoehl sugere que é importante ir além da diferenciação por nicho. É importante realmente se tornar um especialista dentro de um público que você escolher. E para tanto ele indica duas ferramentas que podem ajudar nesse caminho.

  1. Dar aulas é sempre uma opção. Ser parte de uma boa escola, mesmo que online, lhe confere a imagem de domínio sobre o assunto de sua especialidade. Assim você será visto como um profissional de maior domínio do assunto.
  2. Escreva algum livro sobre essa sua especialidade, algo do tipo “Como se faz”. Praticamente não lhe custa nada além de tempo e raciocínio para criar o livro, e assim vendê-lo sob demanda. Sem dizer que terá o status de já ter escrito um livro.
  3. Crie um blog. Não lhe custará nada para produzir um, e só precisará queimar um pouco a pestana para criar conteúdo relevante, e também promovê-lo na web. Poderá ainda ganhar algum dinheiro se bem feito e anunciado.
  4. Escreva artigos para periódicos como revistas ou jornais. Ofereça algo como histórias sobre viagens que fotógrafos fizeram, ou até mesmo dicas de como fazer melhor um foto para a época de férias dos leitores. Assim você será visto como um especialista sobre o assunto.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s