Irving Penn

Irving Penn por Horst

Eu praticamente não conhecia o nome do ilustre fotógrafo Irving Penn até estar em New York para participar de um curso no ICP – International Center of Photography sobre retratos com o fotógrafo Billy Cunningham. Ele plantou a curiosidade em mim a respeito do trabalho feito por Penn, pois dizia a todos sempre que o famoso fotógrafo era um dos seus prediletos. E que todos em sala que não conhecesse tal feitor de fotografias, deveria dar um jeito de entrar em contato com tais imagens.

Hoje, dias depois de seu falecimento aos 92 anos, no dia 27 de outubro em seu apartamento em Manhattan, posso dizer que já tinha entrado em contato com o trabalho de Irving Penn há muito tempo, porém não sabia. Motivado a descobrir um pouco mais de seu trabalho, pesquisei na internet, e vi que os retratos feitos por Penn do pintor espanhol Picasso, e do escritor Truman Capote estão em meu imaginário, acredito, desde antes de pensar em aprender a fotografar corretamente. Afinal, seu trabalho é referência para o mundo da fotografia, então, não seria diferente comigo.

Não há como ficar imune ao trabalho desse fotógrafo que, junto a Richard Avedon, Irving Penn é um dos mais importantes fotógrafos de moda após Segunda Guerra Mundial. Interessante saber que Penn não utilizava nenhum teor de espontaneidade na direção de sua fotografia, a não ser quando fosse realmente necessário e a pedido do próprio fotógrafo. Para corroborar tal intenção de sempre querer contar o que passava em sua mente, eis que existe um pensamento dito por ele “A boa fotografia é aquela que conta um fato, toca o coração, deixa o espectador transformado por ter visto tal trabalho. É, numa palavra, eficaz.”

O fotógrafo, formado pela University of The Arts na Philadelphia-PA, era bem conhecido por ser um profundo conhecedor da técnica fotográfica e, consequentemente, por seu perfeccionismo e extremo cuidado com a impressão de seu trabalho. Isso vem a ser um grande indicativo do motivo pelo qual, por mais de 150 vezes, em 50 anos, seu trabalho figurou na capa da Vogue. Revista onde publicou a maior parte de seu trabalho inovador em moda, e possibilitou o seu reconhecimento.

Enfim. Falar sobre tal importante fotógrafo me levaria dias, e mais de um simples texto para o meu blog sobre fotografia. Irving Penn possui um importante papel do mundo fotográfico e, com certeza, foi uma grande perda para o mundo das artes. O que me resta, agora, é continuar a ver o trabalho produzido e sempre extrair novos significados, e angariar algo para o meu próprio estilo fotográfico. Minha paixão por retratos sempre me fará olhar para seus cortes únicos de close-ups, ou o confinamento de artistas entre duas paredes, criando um senso único de seus fotografados.

Confira mais o trabalho de Irving Penn:
Parting Glance: Irving Penn
Close Encounters
Irving Penn Photography
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s