Retrato Corporativo: como fazer (parte 01/03)

Em fotografia profissional de Retrato Corporativo existem alguns desafios universais. Um dos maiores desafios em fotografar pessoas em ambientes é conseguir uma “boa luz” que tanto ilumine o sujeito assim como o que está ao redor.

O principal desafio em Retrato Corporativo

Como fotógrafo, você geralmente fotografa em alguma locação por alguma razão. A locação ajuda a contar algum aspecto da história relacionado ao sujeito. É importante que você, fotógrafo, sabiamente incorpore e represente o ambiente em sua foto. O problema na maioria das vezes é que a luz disponível nem sempre é tão boa quanto a que ilumina o sujeito. Após anos de experimentação, descobri algumas soluções para esse dilema, e apenas recentemente descobri o que chamo de “a melhor solução”. Consigo pegar o melhor dos dois mundos, luz “natural” para o ambiente, e luz de “qualidade” para o sujeito. Aqui está como eu ilumino…

O que está ao fundo conta a história do seu retrato corportivo

Se o seu trabalho é fotografar um padeiro em seu ambiente, parte de seu problema é escolher um local que melhor conte a história a respeito dessa pessoa. Você poderá incluir ao fundo de sua imagem uma batedeira, um forno, ou algo significante relacionado ao assunto. Melhor ainda, é preciso muito mais do que simplesmente incluir objetos ao fundo, você precisa criar uma composição significativa com os elementos envolvidos. Você precisa decidir o que sai ou o que fica na composição. Nesse caminho, você irá fazer decisões necessárias para criar uma composição significativa e também artisticamente agradável. O fundo deve ajudar a contar a história e parecer bonito também. Fotografia é sobre entreter e informar. O fundo deve informar algo ao observador e ainda ser agradável aos olhos. Se o fotógrafo falha ao criar tal informação, a foto falha em seu objetivo. E ainda se a fotografia informa, mas não é agradável aos olhos, então ninguém irá prestar atenção.

Fundos tem um importante papel em contar uma história em retratos corporativos. Conseguiria em qual profissão eles estão se formando? Seria difícil dizer sem o ambiente onde estão.

Componha e então ilumine (para todos os tipos de fotografia)

Meu segundo trabalho depois da escola de arte foi um catálogo de fotógrafos em Chicago. Um trabalho de estúdio bem interessante para um jovem fotógrafo como eu. Tinha mais de cento e cinqüenta pessoas, e mais ou menos 20 delas eram fotógrafos. Além das pessoas que tiravam fotos, havia algo em torno de 50 assistentes, um bando de estilistas, e algumas pessoas que não faziam nada além de levar produtos para o departamento de despacho. Foi uma grande operação e um bom momento para aprender a lidar com a arte da fotografia. Na verdade, provavelmente aprendi mais sentado na mesa de refeição lá em alguns meses do que em dois anos de escola de arte e em praticamente 3 anos trabalhando como fotógrafo para um empresa de design. Tinham alguns ótimos fotógrafos no catálogo da casa. Eu não era um deles, mas era um ótimo lugar para aprender fotografia.

Provavelmente um dos mais úteis conceitos que aprendi durante esse tempo produzindo o catálogo foi “componha, depois ilumine”. Não conseguiria dizer quantas vezes esqueci-me dessa lição ao passar dos anos, e vivi para me arrepender. E como conseqüência disso, a perda de tempo assim como fotografias com pouca qualidade. Muitas vezes, eu tinha a idéia de como queria iluminar alguma coisa e seguia adiante com todo o processo de iluminação antes de compor a foto para, então, descobrir que assim que a composição ficava pronta a iluminação escolhida não servia mais. Naquele momento precisei decidir se continuaria com o que comecei, ou se iria começar tudo de novo.

Quando produzindo um retrato, enquanto posiciona o sujeito em relação ao ambiente, você precisará tomar decisões as quais permitam uma melhor composição. Algumas dessas decisões irão afetar as táticas de iluminação que você irá utilizar. Então, primeiro posicione o sujeito no ambiente e assim se preocupe com o que será preciso para a iluminação. Estou dizendo que a composição é prioridade, e, além disso, estou preste a dizer como conseguir boa composição e luz, independente de como é a luz disponível.

Autor: Professional Photography 101
Tradução: Goldemberg Fonseca
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s