Helmut Newton

Revolucionário para alguns. Anticristo para algumas feministas. Mestre para outros tantos. Assim chamaram ou ainda chamam Helmut Newton (1920-2004) e seu legado ao mundo fotográfico. Como dizem os mais entendidos sobre sua obra, Helmut foi controverso e genial no mundo da fotografia de moda ao fotografar suas modelos com tons de fetichismo, sadomasoquismo, luxúria dentro de uma estória surrealista que, como o próprio afirmou, não tinha começo, meio ou fim. Um explorador do corpo feminino.

No documentário feito por sua esposa June Brunell que coloco aqui no blog sobre Helmut Newton, é interessante observar pontos sobre sua forma de trabalhar e ser. Se mostra uma pessoa determinada a fotografar o que lhe passa pela cabeça. Não se restringia em pressionar quem estivesse fotografando para obter os resultados que queria já que estava ali para por em práticas suas ideias e não as delas. Sempre em busca de tornar sua fotografia de moda menos produzida, como se tivesse vendo um filme e não um ensaio um de moda. E para quem é capaz de dizer para sua futura esposa, na época de namoro, que sua primeira paixão sempre será a fotografia, ou que durante um ensaio com a modelo/atriz Cindy Crawford é capaz de abordar transeuntes para participar das fotografias, inovações e quebra de barreiras eram sempre esperadas em seus trabalhos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s